BLOG

Vinil
16/04/2016

Björk

Clique aqui, para ouvir as faixas do Vinil da Semana.

Björk Guðmundsdóttir (Reykjavík, 21 de novembro de 1965), conhecida simplesmente por Björk, é uma cantora, compositora, atriz, instrumentista e produtora musical islandesa; seu estilo eclético inclui rock, jazz, música eletrônica, clássica e folclórica.

A cantora, que recebeu o Prêmio Polar (uma espécie de Nobel da música) por sua voz singular, possui um dos estilos e timbres mais incomuns e únicos na cena musical, e trabalha suas possibilidades ao extremo.

Sua carreira começou aos onze anos com estudo de clássicos de piano e, aos doze, gravou o seu primeiro álbum,Björk, lançado em 1977 apenas na Islândia, e lhe rendeu um disco de platina.

Ela viveu a cena punk e criou um grupo feminino chamado Spit and Snot, mas foi o Tappi Tíkarrass que lhe proporcionou dois discos gravados. Em 1985, ela já está com outra banda: Kukl, com quem grava mais dois álbuns.

fotos1

Após o nascimento de seu filho, em 1986, Björk começa um caminho com seu grupo mais famoso: The Sugarcubes, que fez sucesso com o single Ammæli (Aniversário, em português). Lançaram o álbum Life’s Too Good em 1988 e criaram um selo e uma editora que estão entre os mais importantes da Islândia. O segundo disco da banda, Here, Today, Tomorrow, Next Week!, lançado em 1989, não repercutiu tanto como o anterior, causando pouco a pouco a dissolução do grupo.

Até 1992, Björk fez participações em vários projetos musicais, depois mudou-se para Londres e começou carreira solo. Ela lançou em 1993 o álbum Debut, mistura de jazz, funk, acid dance – é um dos principais álbuns de trip-hop que iniciaram o movimento.

Em 1994, Post marca a história de sua carreira, consagrando-a em todo o mundo. Os elementos de experimentalismo acabam tornando-o um álbum de vanguarda, onde o single Army of Me se tornou um dos seus melhores hits. Isobel, segundo single do álbum, é dedicado à cantora Elis Regina e tem os arranjos de corda feitos pelo brasileiro Eumir Deodato – Björk conheceu seu trabalho ouvindo Travessia, da qual ele é o autor dos arranjos. A cantora é fã assumida de Elis e do Clube da Esquina, tendo Milton Nascimento como um de seus amigos.

fotos2

Lançado em 1997, o tão esperado terceiro disco solo da cantora tem a participação do produtor Mark Bell e Eumir Deodato. O álbum chama-se Homogenic e é bem simbolizado pela arte da capa, trazendo Björk como uma mistura de samurai com guerreira cibernética.

Em 2001, Björk lançou Vespertine, que mistura osquestras e coros – o álbum gerou três singles: Hidden Place, Pagan Poetry e Cocoon. A MTV foi o primeiro canal a colocar os clipes no ar, no entanto, Pagan Poetry trouxe controvérsias e censuras, pois foi considerado muito erótico. Ligada às artes cênicas, Björk  sempre fugiu do lugar-comum, procurando valorizar artisticamente seus clipes que estão entre os mais bem produzidos da indústria musical.

Em 2004, Björk lança Medúlla e abre os Jogos Olímpicos de Atenas com a canção Oceania. Em 2007, saiu o álbumVolta, que conquistou diversos prêmios.

Lançado em outubro de 2011 pela Universal Music, Biophilia é o primeiro “álbum no formato de aplicativo” no mundo – foi produzido em colaboração com a Apple. O projeto é uma coleção que engloba música, aplicativos, internet, instalações e apresentações ao vivo. Em janeiro de 2015, Björk lançou seu nono álbum de estúdio,Vulnicura, quefoi disponibilizado para venda no iTunes.

Björk começou a atuar no cinema em 1990, quando apareceu em Juniper Tree, um conto de bruxaria baseado na história dos Irmãos Grimm. Em 1999, foi convidada a escrever e produzir o musical para o filme Dancer in the Dark, um drama sobre uma imigrante que está lutando para pagar uma cirurgia para seu filho. Após ver o resultado da trilha sonora, o diretor Lars von Trier lhe pediu para que fizesse o papel principal. O filme estreou no 53º Festival de Cinema de Cannes e recebeu a Palma de Ouro, sendo Björk eleita a melhor atriz.

fotos3

Após o tsunami que assolou o Sudeste Asiático no final de 2004, Björk começou a trabalhar sobre um projeto intitulado Exército de Misturas, para angariar recursos para um fundo de socorro social. Lançou o álbum Army of Me: Remixes and Covers, com o dinheiro destinado à UNICEF. Enquanto tem sido hesitante em aparecer como uma figura política, ela apoia inúmeros grupos separatistas e de libertação nacional em todo o globo. Isso já lhe causou problemas em diversas partes, desde a proibição de shows até ameaças de morte.

Em sua precoce carreira, ela ganhou cinco prêmios BRIT Awards, quatro MTV Video Music Awards, um Mojo Awards, três UK Music Video Awards. Além disso, foi indicada para 13 prêmios Grammy, um Oscar e dois Globos de Ouro.

Em 1996, pelo Festival Free Jazz Festival em São Paulo, Björk pisou pela primeira vez em solo brasileiro para o lançamento de Post. Depois ela veio ao Rio de Janeiro para lançar Close Up Planet 98. Trouxe sua turnê do álbumVolta durante o TIM Festival 2007, que passou pelo Rio de Janeiro, São Paulo e Curitiba, com todos os shows esgotados.