BLOG

O jeito Prefácio
11/04/2018

Fórum Mundial das Águas: pensando soluções em âmbito global

Prefácio marcou presença na oitava edição do encontro, que foi realizado pela primeira vez no hemisfério sul e reuniu representantes de mais de 170 países

A água, pauta cada vez mais recorrente em discussões em todo o mundo, foi tema principal da oitava edição de um encontro que reuniu cerca de 85 mil pessoas de mais de 170 países para debater questões comuns e propor soluções, com foco na preservação e aumento da disponibilidade hídrica. O 8º Fórum Mundial da Água, realizado pela primeira vez no hemisfério-sul, entre os dias 18 e 23 de março, teve como sede a cidade de Brasília/DF. A Prefácio, que acumula experiências na prestação de serviços de comunicação para entidades que atuam em prol da melhoria da qualidade das águas, participou do encontro, representando e acompanhando seus clientes dos Comitês da Bacia Hidrográfica do Rio Doce (CBHs do Rio Doce), do Comitê de Integração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul (Ceivap) e do Instituto BioAtlântica (IBIO).

Rio Doce em foco

A tragédia ambiental que resultou no lançamento de resíduos gerados pela extração de minério de ferro em todo o curso do Rio Doce foi amplamente lembrada em painéis e fóruns de discussão durante o 8º Fórum Mundial da Água. A jornalista da Prefácio, Isabela Lobo, que atua no setor de comunicação dos CBHs do Rio Doce e IBIO, esteve presente em três dias do evento e trabalhou, com o apoio da equipe de Governador Valadares e Belo Horizonte, na produção de conteúdos para os canais de comunicação e mídias sociais e atendimento à imprensa. “Junto aos Comitês do Rio Doce, tivemos a oportunidade de mostrar que o trabalho ambiental desenvolvido pelos colegiados na Bacia do Rio Doce, é anterior ao desastre e precisa de apoio para ganhar força. Fomos abordados por veículos de diferentes meios e pudemos partilhar a experiência da gestão democrática e descentralizada promovida pelos CBHs. Já o IBIO, que além de exercer as funções de agência de água da Bacia do Rio Doce, já possui uma imagem consolidada no cenário ambiental, teve a oportunidade de dividir experiências e fortalecer e construir parcerias, que só demonstram a credibilidade do instituto no país”, destacou Isabela.

Ceivap conectado

Quem passou pela Vila Cidadã pode conhecer melhor o trabalho ambiental desenvolvido na Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul, através do estande do Ceivap – espaço gratuito e aberto ao público do 8º Fórum Mundial da Água, com atividades formativas, culturais, interativas, sensoriais e de construção de diálogos. Os visitantes puderam, através de um quiz interativo, testar seus conhecimentos relacionados ao meio ambiente, além de saber detalhes sobre os programas e projetos desenvolvidos com o recurso da cobrança pelo uso da água, por meio de revistas, folders e vídeos institucionais. A jornalista da Prefácio, Raissa Galdino, responsável pelo atendimento ao Ceivap, destacou a importância do encontro, que é mais que um espaço de troca de ideias e experiências. “O que eu pude ver foram culturas e pessoas completamente diferentes em prol de um interesse comum, dispostas a somar, a se informar, ensinar e aprender. Em poucos metros quadrados viajamos do Brasil à China. Para o CEIVAP, do ponto de vista da comunicação, estar com um estande no evento representou uma grande oportunidade de se apresentar, de mostrar o trabalho do Comitê na bacia do Paraíba do Sul e as pessoas envolvidas no processo. Presenciar o maior evento sobre a água pela primeira vez no hemisfério foi, sem dúvidas, uma experiência única”, disse Raissa.