BLOG

O jeito Prefácio
27/01/2017

Por dentro da Agência

Por Juliane Medeiros

 

Letícia Purri na Agência Prefácio Comunicação

A primeira experiência profissional é um momento mais que especial na vida de qualquer jovem. Um misto de medo e muita vontade de fazer dar certo são sentimentos comuns a todos em início de carreira, afinal tudo é novidade e cumprir bem este novo desafio é garantia de portas abertas e novas oportunidades.

Durante o final de dezembro e todo mês de janeiro, a Prefácio contou com a presença da Letícia Purri que aos 17 anos viveu sua segunda experiência profissional, a primeira em uma empresa. Durante todo o período, Letícia desenvolveu diferentes funções, acompanhou alguns projetos e pode vivenciar a rotina de uma agência de comunicação. Ela contou um pouquinho de como foi esta experiência e o que aprendeu durante esse período:

Como foi a experiência aqui na Prefácio?

Letícia – Foi muito boa! Conheci várias áreas de trabalho da empresa e pude entender muito melhor como tudo funciona dentro de uma agência de comunicação.

Realizei alguns trabalhos diferentes dentro da assessoria de imprensa, aprendendo como as pessoas públicas e empresas precisam de apoio para se comunicar interna e externamente, e além disso tudo, fui muito bem recebida e ajudada por todos na Prefácio durante meu tempo aqui! Me senti parte da agência desde o início.

 Do que mais gostou?

Letícia – Acho que o que eu mais gostei foi da experiência em si! Do fato de eu estar fazendo o estágio e conhecendo esse ambiente diferente.

Meu primeiro contato com a experiência de trabalho foi como figurante em um longa há uns meses, mas são cargos completamente diferentes! Nunca tinha estado em um ambiente empresarial como parte da equipe, a Prefácio tem um clima muito acolhedor, e isso com certeza me deixou animada com a ideia de voltar a trabalhar aqui!

Acompanhou algum projeto?

Letícia – Acompanhei de longe algumas campanhas e construções de revistas, mas ajudei a escrever algumas matérias para o boletim virtual do CRB6, e foi muito legal ver como tudo é estruturado para que cada participante do trabalho possa fazer sua parte até a hora da publicação.

Você já escolheu a sua profissão?

Letícia – Ainda não escolhi minha profissão, mas já sei que quero trabalhar com linguagens.

Este ano vou prestar o ENEM para o curso de Letras, e conhecer melhor o mercado de trabalho nessa área.

 Quais são as suas expectativas em relação a este mercado?

Letícia – Mesmo não tendo escolhido exatamente a minha profissão, o campo de letras sempre me interessou muito, então acho que vou me identificar bastante com os trabalhos que eu vir a realizar em linguagens, independente do que eu escolha.

 Como está se preparando para o mercado de trabalho?

Letícia – Eu sempre aceito oportunidades de participar de projetos, grupos de estudos ou trabalhos para ganhar experiência e referências. Além disso, eu procuro ler muito, estudar, e fazer aulas de línguas – conhecimento essencial mesmo que a pessoa não vá cursar letras.

Eu também planejo metas e projetos que eu quero realizar, como, por exemplo, me inscrever este ano para fazer a prova de habilitação de inglês, que me permitirá dar aulas.

 Que dica daria a quem vai iniciar em um estágio?

 Letícia – Ter calma e organização. Nos primeiros dias passei por algumas frustrações por não entender muito bem como fazer os trabalhos que eu precisava, além de não ter prática para realizá-los, mas já na primeira semana eu comecei a pegar o jeito, e a partir daí tudo ficou mais fácil!

Também ajuda muito escrever tudo o que você precisa fazer e onde encontrar o que você vai usar, já que é um ambiente novo. Além disso, é bom não ter medo de pedir ajuda – como eu tinha no início! As pessoas que trabalham com você podem te ensinar muito.

___________________________

Viu só? Competências técnicas não são fundamentais para jovens que estão iniciando suas carreiras, afinal, programas de estágio são oportunidades para a construção de habilidades específicas. Já as atitudes no ambiente de trabalho, as competências comportamentais, são o que realmente diferenciam um bom profissional de um profissional acima da média.

Letícia, toda equipe Prefácio agradece sua presença e deseja sucesso em sua vida profissional.