NOTÍCIAS

Vinil
05/09/2017

A importância de continuar estudando e nunca parar

DSC_0438 copy

Educação continuada é uma escolha ou uma necessidade?

É até engraçado escrever sobre educação continuada. Para mim, isso é uma decisão de vida, afinal, “viver e não ter a vergonha de ser feliz, cantar e cantar a beleza de ser um eterno aprendiz”. Essa sou eu, a eterna aprendiz cantada por Gonzaguinha.

Mas, o que muitos me perguntam, é por que estudar tanto? Para quê?

Estudo para aprender cada vez mais, para estar atualizada em um mundo no qual tudo (ou quase tudo) muda em questão de minutos. Estudo sobretudo para evoluir como pessoa, como ser humano.

A dinâmica da modernidade me assusta e atualizar meus conhecimentos significa saber o que se passa, o que mudou, o que existe de novo. É ter assunto para conversar com diferentes pessoas, com todas as gerações. É fazer parte do mundo não como uma coadjuvante, mas uma profissional completa, diferenciada, que contribui com essa transformação.

E mais! Continuar estudando, ainda mais quando se trabalha com comunicação não é, ao meu ver, uma escolha, mas uma necessidade. Estar no mundo on e off; entender as tecnologias e conseguir pensar estrategicamente na melhor forma de utilizá-las; ser analítico e enxergar mensuração até mesmo no intangível; ter argumentos tanto de mercado, tendências como teóricos. Para isso, sim, educação continuada. É preciso estudar sempre, no seu sentido amplo: frequentar aulas e palestras; ler livros atuais e renomados; acompanhar os noticiários e navegar na internet; participar de discussões em sala, com os colegas de trabalho e amigos; assistir palestras e séries etc.

Estudar nada mais é que buscar conhecimentos, angariar verdades para que se construa a sua, adquirir cultura e embasamento teórico que nos ajude a enfrentar os desafios da vida e, no meu caso específico, para pensar melhor em soluções de comunicação e gestão.