SALA DE IMPRENSA

1º Ofício de Registro de Imóveis
27/07/2016

CORI e TJMG lançam Central de Registros Imobiliários em Minas

 

O Colégio de Registros Imobiliários de Minas Gerais (CORI-MG), juntamente com o Tribunal de Justiça do Estado (TJMG) lançam, nesta sexta-feira, 18, a Central Eletrônica de Registros Imobiliários de Minas Gerais (CRI-MG).O evento acontece na Corregedoria Geral de Justiça do TJMGe apresenta a implantação de um sistema únicona internet, que visa integrar todos os cartórios, bem como armazenar, concentrar e disponibilizar informações sobre os registros imobiliários do Estado. Participam do evento a Conselheira do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Nancy Andrighi, o Corregedor Geral de Justiça, desembargador Antônio Sérvulo dos Santos, o Deputado Estadual Roberto Andrade, o presidente e vice-presidente do Colégio Registral Imobiliário de Minas Gerais, Francisco José Rezende dos Santos e Fernando Pereira do Nascimento, também Oficial de Registros de Imóveis em Belo Horizonte.

Regulamentado pelo Provimento da Corregedoria Nacional de Justiça nº 47/2015, e pelo Provimento nº 317/2016 doTJMG, a CRI-MGconsistenuma plataformana internet pela qual os usuários poderão acessar todos os serviços nos cartórios de Registro de Imóveis do Estado. A Central vai permitir localizar e solicitar certidões e registros de propriedades e imóveis, além dos históricos e outras informações que serão unificadasneste canal.“Assim que a mplantação for efetivada, os compradores poderão ter acesso a uma série de serviços e ferramentas,facilitando os procedimentos a todos os interessados, proprietários, órgãos públicos,empresas, poder judiciário”, reitera o oficial do 1º RIBH, Fernando Pereira do Nascimento, também vice-presidente do CORI-MG.

Para o usuário, as vantagens da implementação do sistema são várias. Será possível consultar o registro de um imóvel de qualquer lugar de Minas Gerais, sem precisar ir até o cartório. Transações imobiliárias poderão ser agilizadas, uma vez que será possível consultar ordem de indisponibilidade de bens, que abrangem imóveis. O acesso a ordens judiciais e títulos notariais também trará ao cidadão mais confiança e segurança ao realizar negócios imobiliários. Em suma, amplia-se o fluxo de documentos e informações de interesse público. Com a emissão de certidões eletrônicas, evita-se, ainda, a impressão desnecessária em papel.Num futuro próximo, as Centrais Estaduais vão se conectar, formando uma grande rede dos cartórios de registro de imóveis do Brasil.

Colégio de Registros Imobiliários de Minas Gerais
Criado em 2014, o Colégio de Registros Imobiliários de Minas Gerais (CORI-MG) tem como um dos objetivos estatutários orientar os titulares de cartórios sobre esse processo.

SERVIÇO

O quê:Lançamento daCentral de Registros Imobiliários em Minas Gerais

Quando: Sexta-feira, 18 de março, às 15h

Onde:Auditório da Corregedoria Geral de Justiça do TJMG- R. Gonçalves Dias, 2553 – Lourdes, Belo Horizonte