SALA DE IMPRENSA

Instituto Bio Atlântica
27/07/2016

Referência em gestão sustentável de recursos naturais

IBIO se consolida como instituição especializada em desenvolvimento e gerenciamento de projetos que agregam qualidade ambiental em regiões com problemas de restrição hídrica

 

Criado em 2002, o Instituto Bioatlântica (IBIO) é uma organização sem fins lucrativos, que trabalha para melhorar a qualidade ambiental e promover a gestão integrada de recursos territoriais, como forma de gerar desenvolvimento econômico, equidade social e bem-estar humano.

Para cumprir essa missão, o Instituto adota como base metodológica a estratégia de adaptação. “Ela é centrada na identificação de áreas críticas, compreensão dos impactos e de suas causas, definição das medidas adaptativas mais adequadas ao contexto territorial, e na construção de um plano de investimento para cada região trabalhada”, explica Eduardo Figueiredo, diretor-presidente do IBIO.

A estratégia contempla, ainda, medidas adaptativas preferenciais que utilizam infraestrutura natural para fornecimento de serviços ambientais, como regulação da quantidade e qualidade de água, solo e biodiversidade. Essa infraestrutura natural prevê ações como restauro de vegetação nativa e manejo agrícola, para garantir condições ideais das áreas de recarga hídrica, além da definição de regiões de proteção dos rios (ripárias) e nascentes, várzeas e locais com alta susceptibilidade à erosão.

 

Programas e projetos:

Atualmente, o IBIO possui 11 projetos no Sudeste e Nordeste do Brasil, que visam potencializar o desenvolvimento econômico e social por meio do aumento da competitividade ambiental, principalmente em bacias hidrográficas que compõem Rio Doce, em Minas Gerais e Espírito Santo, e em áreas que demandam por ações de reflorestamento e monitoramento de mananciais, como no Sul da Bahia. São eles:

– Programa de Disponibilidade de Água da Bacia do Rio Doce (PDA Doce – MG/ES)

– Rio Doce de Novo – Bacia do Piranga (MG)

– Território Sustentável Ribeirão do Boi (MG)

– Restauração Florestal do Parque Estadual da Pedra Branca (PEPB/RJ):

– Unidade regional do Pacto pela Restauração da Mata Atlântica (Bacia do Rio Doce/ES)

– Centro do Desenvolvimento de Águas e Florestas (ES)

– Secretaria Executiva do Fórum Florestal do Espírito Santo (ES)

– Corredor Estação Veracel – Parque Nacional Pau Brasil (BA)

– Organização Hospedeira do Fórum Florestal da Bahia (BA)

– Monitoramento da Cobertura Vegetal no Sul da Bahia (BA)

– Restauração Florestal do Corredor Ecológico Pau Brasil – Monte Pascoal (BA)

 

IBIO AGB-Doce

Em 2011, o IBIO venceu o edital lançado pelos Comitês de Bacias do Rio Doce para atuar como sua Agência de Água.  No mesmo ano, o Instituto recebeu a delegação do Conselho Nacional de Recursos Hídricos e de seu equivalente mineiro. Os contratos de gestão foram assinados com a Agência Nacional de Águas (ANA) e com o Instituto Gestão das Águas de Minas Gerais (IGAM). Para essa atuação, foi criado o IBIO-AGB Doce, com sede em Governador Valadares (MG).

Atualmente, o IBIO é o braço executivo de todos os CBHs da bacia, sendo seis mineiros, quatro capixabas e um interestadual, gerenciando e aplicando os recursos provenientes da cobrança pelo uso da água.

Confira mais detalhes sobre a IBIO AGB-Doce no site: www.ibioagbdoce.org.br.

 

IGEO

Criada em 2006, a área de inteligência geoespacial do IBIO nasceu da necessidade de se estruturar um banco de dados para atender às demandas de planejamento e monitoramento de seus projetos. Esse esforço inicial resultou no IGEO, uma plataforma online para disponibilização de análises, planejamentos e indicadores para monitoramento de bacias hidrográficas.

Seu objetivo principal é oferecer informações que apoiem a tomada de decisão pela sociedade civil, governos e iniciativa privada, além de ser uma ferramenta de disseminação de conhecimento. O banco de dados integrado do IGEO possui fontes públicas e privadas e está em constante expansão. A plataforma online de fácil navegação disponibiliza as informações de forma segura, transparente e interativa. A ferramenta permite uma visualização dos dados livre ou restrita aos usuários autorizados, de acordo com a sensibilidade e configuração do sistema. https://www.igeo.org.br/map.

 

Projetos concluídos

Para todos os projetos que assumimos, há um planejamento estratégico e técnico específico com cronogramas de entrega. A conclusão das ações é fundamental para fortalecer a credibilidade e imagem do IBIO no desenvolvimento de um trabalho profissional e especializado. Confira alguns dos nossos projetos já concluídos.

– Comissão de Especial de Estudos (CEE201) da ABNT

– Cartilha Carvão Vegetal Sustentável

– Plano de Desenvolvimento Territorial da Serra da Piedade (MG)

– GIT Parques do Vale (MG)
– Corredor Ecológico Muriqui (RJ)

– GIT Açu (RJ)

– Capacidade de Suporte das Unidades de Conservação de Paraty (RJ)

 

Mais informações: www.ibio.org.br.