NOTÍCIAS

Viajando com a prefácio
19/02/2018

A experiência no interior com o SEBRAE Minas

 O que mais me seduz no jornalismo é conversar com as pessoas. Por mais simplório que seja o indivíduo, todos têm história, e isso me interessa muito. Quando a pauta é ver de perto o resultado do trabalho das pessoas, a apuração se torna ainda mais fascinante. Ver pessoalmente o brilho orgulhoso no olhar de quem faz a diferença é muito gratificante e dá sentido ao nosso trabalho. O fotógrafo Pedro Vilela e eu tivemos a oportunidade de ver isso tudo de perto ao percorrermos 2.500 quilômetros em três dias para contar a história de produtores rurais que fazem a diferença, graças à consultoria do Sebrae Minas.

 Havia observado na imprensa que produtores de queijo de Minas Gerais se destacaram em concursos nacionais e internacionais e fomos lá conferir. Não basta somente experimentar o produto, fomos lá ver como essas pessoas produzem, quais são seus diferenciais, suas metodologias, e acreditem: toda a história vivida por esses produtores é passada por meio do sabor do queijo. Tão gostoso quanto o produto é poder ter um dedo de proza com essas pessoas, ouvir sobre sua lida na roça, suas angústias e realizações.

 E o que mais combina com queijo? Sim, café!. Não bastasse conhecer o melhor queijo do mundo e do  Brasil, foi a Patrocínio ver de perto os diferenciais da propriedade de Gabriel Nunes, na Fazenda Bom Jardim, detentora de um dos melhores cafés do planeta. Quando colocamos o pó no coador e adicionamos a água, não temos a genuína noção de como é complexo produzir este grão tão preciso. Ainda tivemos tempo de passar em São Gotardo para conhecer a D. Jaqueline, simpaticíssima empreendedora que abriu uma loja de doces e lanches diferenciados na cidade.

 Além de observar que minha barriga cresceu depois de três dias de queijos, cafés, quiches, doces e tortas, vi também que o que é mais legal é ter uma vida simples, sem pressa. Faz bem para a alma e para o coração…